quarta-feira , 30 setembro 2020

Muay Thai Raiz

Quando se fala na história do Muay Thai no Brasil, não tem como não pensar em Roney Alex. Formado na Inglaterra pelo Mestre Bun Riang, Roney foi um dos pioneiros da modalidade no país, sendo também um dos responsáveis pela estrutura de combate da equipe Combat Sport nos anos 80 e pela formação de grandes atletas da década de 1990, como Marfio Canoletti, Montanha Silva, Ézio Sartini, André Jardim, Manoel Vasconcelos e Luís Kihara (já falecido)…

Prestes a completar 60 anos no mês de junho de 2020, Roney Alex é uma das principais referências no ensino da arte marcial tailandesa no Brasil, desenvolvendo uma metodologia própria, com um estilo mais movimentado de combate, sem deixar para trás a filosofia mais tradicional. Saiba mais sobre a história do treinador natural de São José do Rio Preto, radicado na capital paulista, e seus planos para o futuro.

Créditos: Alexandre Alves de Almeida

Influências

Muitos não sabem, mas o muay thai “raiz” começa como um ritual onde o combate vai aumentando a intensidade e agressividade gradativamente. Por conta disso, muitos professores e treinadores desenvolveram sistemas novos, com estilos mais “modernos” de combate.

Um estilo que chamou muito a atenção de Roney durante os anos de prática e acabou incorporado em seus treinamentos foi o holandês, bastante similar ao que existe na Inglaterra. “O mestre Tom Harrick influenciou bastante o muay thai, não só na Holanda, mas na Europa como um todo, imprimindo uma movimentação mais ativa que se mostrou muito eficiente na hora do combate. Eu particularmente gosto bastante desse perfil, é agressivo e dinâmico”, conta o treinador.

Apesar de ter sido responsável por trazer para o Brasil aspectos bastante tradicionais do muay thai, como vestimentas, rituais, clinchs e joelhadas, Roney desenvolveu uma metodologia diferenciada de ensino, que atende tanto alunos iniciantes que buscam bem estar, como aqueles que pretendem competir.

“Podemos dizer que meu estilo, o Sit Master Roney, é um Muay Thai mais movimentado, com um combate mais agressivo, forçando o outro atleta a responder aos golpes. É algo que, de certo modo, vem do antigo K1 – maior evento de luta em pé do mundo, que teve início em 1993 -, uma postura que acredito ser interessante para o combate mais eficiente”, explica Roney.

Créditos: Alexandre Alves de Almeida

Um pedaço da Tailândia em São Paulo

Atualmente Roney Alex se dedica a vida de personal trainer, mas no final de 2019 aceitou uma proposta para participar de um negócio diferente. Idealizada por Marfio Canoletti, grande campeão da modalidade, conhecido dentro e fora do Brasil, e André Jordão, a Quin Thai é um centro de treinamento temático que pretende integrar os alunos na cultura tailandesa como um todo. O espaço, localizado no Brooklin, zona sul de São Paulo, tem aproximadamente 300 metros quadrados e capacidade para receber eventos com aproximadamente 400 pessoas.

“A área de treino abrange um espaço coberto com vários sacos de pancada e um gramado, com bananeiras, para atividades ao ar livre, algo comum no país asiático. A ideia é não só dar aulas de muay thai, mas receber alguns torneios e eventos, bem como abrigar lutadores e professores de outras cidades e estados para Training Camps, uma tradição de acolher os pares que também vem de academias da Tailândia”, conta Roney, que será um dos treinadores do local.

Um dos objetivos de Marfio e André é fomentar o desenvolvimento de novos lutadores, participando de eventos de alto nível, disputando títulos importantes. Também pensando no futuro do muay thai, outra proposta da Quin Thai é atuar na detecção de jovens talentos, oferecendo suporte técnico para atletas carentes, a partir dos 10 anos de idade.

“O projeto ainda está sendo formatado, não existe horários ou quantidade certa de vagas ainda, mas queremos contribuir com essa juventude que vive em situação de vulnerabilidade. Pra eles a faculdade é a luta, é onde eles veem um futuro. Então vamos ser uma porta de entrada pra eles”, afirma Roney.

Modalidade democrática

Para Roney, o muay thai é um esporte que oferece diversos benefícios físicos e mentais, o que atraem pessoas de todas as idades e gêneros. “É uma modalidade que trabalha coordenação, o aeróbico, inclusive previne doenças. Minha filha Sarah, por exemplo, que sofre com colesterol alto, um problema hereditário, conseguiu melhorar os níveis depois que começou a praticar”, destaca.

O treinador, todavia, lembra que é preciso investir mais na qualificação dos profissionais que atuam com o Muay Thai, buscando o crescimento técnico do esporte. “Hoje muitos professores que não tem formação na modalidade dão aula pois o esporte virou uma febre nas academias. É claro que é uma atividade física que tonifica os músculos, queima calorias, mas tem também uma história, características de combate, regras enfim. Acho que de alguma forma o muay thai estagnou, por isso é preciso olhar com mais atenção para o que está sendo ensinado”, explica.

Serviço:

Quin Thai

Rua Texas, 696, Brooklin Novo – São Paulo (SP)

Fotos: Alexandre Alves de Almeida

 

 

 

 

 

 

Sobre combat@123

Check Also

Esquiva e Adriana Araújo vencem primeiro Boxing For You de 2020

No último sábado (29/02) a Arena de Lutas, localizada na Barra Funda, zona oeste de São Paulo, …