domingo , 27 setembro 2020

3 PASSOS PARA EMAGRECER TREINANDO EM CASA

Resgatando bons e simples hábitos, teremos resultados surpreendentes! 

O título pode parecer com algumas veiculações “midiáticas” onde surgem formulas milagrosas para qualquer pessoa emagrecer rápido e fácil… quem dera! O processo de emagrecimento não é complexo, basicamente precisamos gastar mais calorias do que ingerimos, simples assim, mas a vida moderna a tornou mais complicada principalmente por alguns fatores que descrevo abaixo e com algumas medidas que você pode realizar desde já, certamente haverá melhora em sua saúde, fazendo seu corpo perder gordura e deixando-o muito mais modelado!

Sem mais delongas, vamos ver abaixo quais os passos extremamente importantes que por vezes esquecemos ou não incorporamos esses hábitos de maneira corriqueira ou mesmo “no automático” em nossa rotina, pois são 3 ações básicas que deveríamos aprender na pré-escola para garantir nossa qualidade de vida, mas que a correria moderna vem a deixando de canto faz muito tempo e agora com o abalo na saúde pública causada pela pandemia do Corona Vírus, “parece” que lembramos de fazer a lição de casa.

1. Se exercite todos os dias ou pelo menos, em dias alternados:

Sim, nosso corpo não nasceu para ficar parado e cada vez estamos mais sedentários e sem tempo para incluir exercícios físicos programados para sanar a falta das atividades físicas corriqueiras mais intensas que normalmente nossos avós realizavam, como buscar água no poço, arar a terra ou se deslocar a pé por longo tempo em terrenos acidentados, por exemplo.

Lendo isso, você pode perguntar: “Então, se tivéssemos a rotina dos nossos avós, não precisaríamos de academia?” – Respondo: Em diversos casos, o indivíduo com uma rotina atribulada de atividades como as descritas acima, já haveria um estimulo muscular suficiente para melhorar a saúde, gasto energético, queima de gordura e rigidez muscular porém, as movimentos não teriam qualquer análise mecânica dos movimentos realizados portanto, as articulações estariam mais propensas a lesões, assim temos a academia para gerar praticamente os mesmos estímulos e resultados físicos das atividades dos avós mas, com maior segurança física!

Então, o que temos a fazer é nos movimentarmos com a maior frequência que puder, seja com aquela caminhada matinal, através da ginastica em casa através das aulas online ou um plano personalizado de exercícios e se organizando para executar cerca de 30 a 60 minutos por dia em ritmo moderado, nada muito leve e tampouco você precisa “se matar”.

2. Escolha e faça um protocolo de dieta:

O termo “dieta” pode parecer algo um tanto “rigoroso e sacrificante”, inclusive muitos Nutricionistas condenam esse termo ao aplicarmos uma rotina alimentar para pessoas comuns (não atletas) de acordo com seus objetivos físicos alinhando sempre, com a aquisição da boa saúde e qualidade de vida. Eu mesmo, em diversos casos de pacientes, também não utilizo a palavra “dieta” e sim, menciono a reeducação alimentar para maior adesão, qualidade de vida, resultados estéticos, prazer e conforto.

A dieta em si, se trata de um protocolo específico de alimentos e porções onde o indivíduo terá como base dietética certos tipos de alimentos nas respectivas quantidades para gerar os resultados esperados, e a reeducação alimentar visa adaptar totalmente a rotina alimentar atual do indivíduo, buscando respeitar ao máximo suas preferências e aversões, criando um plano dietético funcional e prazeroso, e até aqui não há nada de errado em escolher uma dessas condutas no entanto, vemos durante muitos anos na prática clínica que a adesão para inúmeras propostas de dietas tem vida curta ou seja, o individuo depois de algumas semanas ou meses não consegue dar sequencia ao programa por vários motivos, mas principalmente por relatar “enjoo” e consequentemente, criando uma ligeira aversão aos alimentos da dieta.

Observando o que foi descrito acima, podemos pensar que as dietas não servem para nada e são ruins para qualquer pessoa… e digo a vocês que não! Em diversos casos, podemos utilizar alguma dieta específica como “tiro de partida” (ex: dieta cetogênicadieta low carbdieta do mediterrâneo, etc…) para a aquisição de bons hábitos alimentares para colher o máximo de resultados em curto espaço de tempo e logo, as variações, ajustes e mudanças deverão ser feitas para gradativamente adaptar todas as escolhas alimentares, quantidade, etc… para o máximo conforto e prazer, evitando ao máximo criar aversões e enjoo a certos tipos de alimentos, como mencionado anteriormente, seguindo então, com uma proposta de reeducação alimentar mais equilibrada.

3. Medite ou faça atividades que te relaxam:

Veja o que a vida moderna nos fez esquecer, reduzir o hábito ou pior, fazer acreditar que meditar/atividades de relaxamento são improdutivas e, em pleno século XXI ainda estamos falando sobre isso, inclusive com mais afinco durante essa fase de isolamento. Se pararmos para analisar como nosso dia a dia moderno com milhares de informações circulando a todo vapor, tecnologia, modo de trabalho, etc… tende a ser muito mais estressante do ponto de visto mental, comparados aos nossos avós dessa forma, fisiologicamente também precisamos de mais estímulos relaxantes para gerar um merecido repouso e recuperação à nossa mente tão agitada e estressada.

Sabendo disso, empresas de pequeno ou grande porte como: Viva Real Imóveis, Mercado Livre, Bio Ritmo, Wise Up e outras, buscaram levar até o colaborador atividades de relaxamento através de sessões de massagem, ioga, vídeo game, maquiagem entre outras, que visam desestressar e também, aumentar a produtividade dos mesmos. Em algumas análises foi constatado redução de 50% nos pedidos de demissão e até mesmo sua inexistência, em outros casos, os resultados não foram animadores, ocorrendo dificuldade na adesão dos colaboradores, estes estavam “acostumados” com o ambiente desafiante e agitado da empresa, ficando claro que de fato, o mais importante é a mudança interior de cada um para inserir uma nova cultura de “se permitir relaxar mais” para produzir mais, por exemplo.

Recomendo não esperar a boa vontade do seu local de trabalho para lhe oferecer esses momentos de calmaria e paz, se organize e identifique rapidamente o que realmente traz prazer, equilíbrio e paz a você, praticando com frequência para que logo, essa ação fique em seu “automático”.

 

Dr. Ricardo Santos – Nutricionista Esportivo, Personal Trainer e Atleta Fitness
CRN 3: 56798| CRN 9: 9028/S| CREF: 56402-G/SP

 

Fontes:

FOLHA: www.folha.uol.com.br 

EXAME: www.exame.com

UOL: www.economia.uol.com.br 

Sobre combat@123

Check Also

Com Marcio Laselva, Brazilian Jiu-Jitsu segue forte nos EUA

Paulista já tem mais de 11 faixas pretas formados na Terra do Tio Sam e …